terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

você me ama???




_*_*_*_*_*_*
Casal na cama, assistindo TV
.Ela : - Você me ama?
Ele : - Que pergunta é essa?
Ela :- Ué, do tipo que tem interrogação, no final. Você me ama?
Ele : - Por que esse assunto, agora?
Ela : - Porque quero saber, é claro.
Ele : - Mas você tem dúvidas?
Ela : - Eu quero saber, quero ouvir.
Ele : - Mas por que?
Ela : - Porque minha audição gostaria de ser comunicada, caso você me ame, só isso.
Ele : - Mas eu não demonstro?
Ela : - Você demonstra algo, algo que me agrada, e eu quero saber o que é. É amor?
Ele : - Você não consegue sentir?
Ela : - Eu sinto que você gosta de mim, do tempero da minha comida, e da forma como faço massagem, nas suas costas. Sinto que você dá atenção ao que eu falo, que compartilha coisas boas, comigo, como livros, filmes, banhos...Sinto que aprecia meu senso de humor, minha eficiência, e que vibra com minhas conquistas.
Ele : - Então?
Ela : - Então, que eu também demonstro muitas coisas, mas não deixo de dizer que amo você.
Ele : Mas eu nunca te falei, ué?
Ela : Já falou, mas sempre em ocasiões suspeitas. A última vez, por exemplo, foi quando eu disse que a sua tia poderia ficar aqui em casa, durante aquela semana, de reforma, no apartamento dela. E a vez anterior, foi quando chegamos daquela festa, com litros de champanhe, no sangue. Quero saber se você me ama, agora, nesse momento, sóbrio e sem nenhum parente, querendo se hospedar aqui.
Ele : - Você está carente? Vem cá, vem?
Ela : - Não se trata de sexo, não nesse momento. Quero saber se você me ama. Você me ama?Ele : - É TPM, é?
Ela : - Meu Deus do Céu, você é um fenômeno! Estamos “conversando” há não sei quanto tempo, e você só me “respondeu” com perguntas. Isso vale uma citação no Guinness!
Ele : - Porque você é tão dramática?
Ela : - Aaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiii, chega! Vou dormir.20 minutos depois, ela dormia, após ter derramado algumas lágrimas, no travesseiro.Passando os dedos pelos cabelos dela, que estava de costas, pra ele, ele falou o que estava sentindo :

Ele : - Eu não tenho o hábito de externar meus sentimentos em forma de palavras, porque me sinto fragilizado e vulnerável, quando faço isso. Sei que você, além de demonstrar, declara seu amor por mim, e você não sabe o bem que me faz, e o desespero que sinto, ao pensar em viver sem isso.Tenha certeza de que, em cada sorriso, em cada gesto, em cada elogio, e até nas discussões, está o meu amor por você. Não deixe de me dizer, nunca, que me ama. Não deixe de me amar, se for possível, e perdoe meu jeito mudo, de amar você. É a forma que sei, é o que tenho a oferecer, é o meu melhor.Lembra de Quintana? “Se tu me amas, ama-me baixinho...”. Pois é : eu sigo o poeta, mas você, que é mais forte do que eu, por favor, continue me falando, porque eu preciso ouvir.Eu amo você..



Autora.. Luna Sanchez!

http://palavrasdeluna.blogspot.com/

2 comentários:

  1. Danny,

    Legal ter postado meu texto. Visite meu blog, quando quiser.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo você pela felicidade que você me traz a cada dia.30 de novembro de 2009 19:00

    ameeiiiii

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu comentário!